Casa Branca evita fazer comentários sobre condenação de Trump: ‘Respeitamos a lei’

Casa Branca evita fazer comentários sobre condenação de Trump: ‘Respeitamos a lei’


Histórico primeiro julgamento criminal contra um ex-presidente norte-americano terminou com Trump, 77 anos, declarado culpado das primeiras 34 acusações por fraude fiscal

EFE/EPA/JUSTIN LANE Donald Trump
Ex-presidente dos EUA, Donald Trump, deixa o tribunal depois que um júri o considerou culpado de todas as 34 acusações criminais

A Casa Branca ressaltou nesta quinta-feira (30) que respeita o estado de direito e não fará comentários sobre a condenação de Donald Trump. “Respeitamos o estado de direito e não temos nenhum comentário adicional”, disse Ian Sams, porta-voz da Casa Branca. Republicano se tornou nesta quinta-feira (30) o primeiro ex-presidente dos Estados Unidos condenado em uma ação criminal. A campanha de Biden publicou um comunicado no qual destaca que o veredito contra Trump mostra que “ninguém está acima da lei”. “Continua havendo uma única forma de manter Donald Trump fora do Salão Oval: nas urnas”, disse o diretor de comunicação da campanha, Michael Tyler.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

O histórico primeiro julgamento criminal contra um ex-presidente norte-americano terminou com Trump, 77 anos, declarado culpado das primeiras 34 acusações por falsificação em documentos contábeis para ocultar um pagamento destinado a silenciar a ex-atriz pornô Stormy Daniels. Ao deixar a corte, o ex-presidente se dirigiu aos jornalistas e imediatamente qualificou de “desgraça” o veredito, e o processo como “armado”. É quase certo que Trump irá apelar da decisão, um processo que pode levar meses para ser concluído. Trump disse que o “veredito real será dado em 5 de novembro pelo povo americano”, referindo-se à data das eleições presidenciais. Sentença de Trump está marcada para o dia 11 de julho.

*Com informações da AFP

 

 





Fonte: Jovem Pan

Mundo