Cortina instalada para bloquear visão do Monte Fuji e ‘espantar’ turistas, é perfurada em dez locais diferentes

Cortina instalada para bloquear visão do Monte Fuji e ‘espantar’ turistas, é perfurada em dez locais diferentes


Local conta com presença de segurança entre às 10h e 16h locais; malha foi instalada para evitar aglomeração

EFE/EPA/FRANCK ROBICHONCidade japonesa ergue uma rede de proteção para bloquear a visão do Monte Fuji em meio à superlotação de turistas
Fujikawaguchiko (Japão), 21/05/2024.- Um trabalhador instala uma rede de proteção preta no lado oposto da loja de conveniência Lawson Kawaguchiko Ekimae enquanto um ônibus turístico passa em Fujikawaguchiko, ao norte do Monte Fuji, Japão, 21 de maio de 2024 A cidade de Fujikawaguchiko, ao norte do Monte Fuji, instalou uma rede de proteção preta para bloquear a visão do icônico vulcão do Japão de um determinado local antes da loja de conveniência Lawson Kawaguchiko Ekimae, que se tornou popular nos últimos dois anos para dissuadir os turistas que se aglomeravam ali. fotografe-o após reclamações dos moradores locais. (Japão) EFE/EPA/FRANCK ROBICHON

A polêmica cortina que foi instalada para bloquear a vista do Monte Fuji, popular entre os turistas, foi perfurada em dez locais diferentes em Fujikawaguchiko, no Japão, disse um funcionário municipal. Embora a medida tenha servido para evitar aglomerações, cerca de dez buracos foram feitos na malha, apesar da presença de um segurança entre às 10h e 16h locais, disse o funcionário. “É uma questão de modos. É uma pena”, disse o funcionário sobre esses buracos. Segundo ele, as aberturas são grandes o suficiente para a passagem de um dedo, mas pequenas demais para colocar a lente da câmera e fotografar da montanha. As autoridades municipais instalaram na semana passada uma malha densa de 2,5 metros de altura e 20 metros de comprimento após várias reclamações de moradores devido aos transtornos causados pelo fluxo de turistas.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Dos muitos lugares da cidade para fotografar o Monte Fuji, neste, a majestosa silhueta do vulcão surge atrás de uma loja Lawson, uma grande rede no Japão. A combinação de dois símbolos do país tornou a imagem muito popular nas redes sociais e atraiu multidões de turistas. Eles lotam a estreita calçada em frente à loja, fumam em áreas proibidas, atravessam a rua no sinal vermelho e até já subiram no telhado de uma clínica odontológica para fotografar. Desde o levantamento das restrições pela pandemia, o turismo no Japão não parou de crescer, também estimulado pelo atual baixo valor do iene. Em março, o país superou pela primeira vez os três milhões de visitantes mensais, um feito que se repetiu em abril.

*Com informações da AFP





Fonte: Jovem Pan

Mundo