Governador do RJ critica atuação do Itamaraty após abordagem policial a jovens negros em Ipanema

Governador do RJ critica atuação do Itamaraty após abordagem policial a jovens negros em Ipanema


Caso envolveu adolescentes de 13 e 14 anos, sendo que dois deles são filhos de diplomatas estrangeiros; Cláudio Castro defendeu atuação da Polícia Militar

Rogério Santana/Governo do Rio de JaneiroCláudio Castro
Castro ressaltou a complexidade do trabalho policial na região

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, expressou sua insatisfação com a atuação do Itamaraty após três jovens negros, filhos de diplomatas, serem abordados pela Polícia Militar em Ipanema. O incidente foi capturado por câmeras de segurança e gerou polêmica. O Itamaraty emitiu um pedido de desculpas aos embaixadores do Gabão e da Burkina Faso, mas a situação continua sendo motivo de debate. Cláudio Castro defendeu a atuação da PM e ressaltou a complexidade do trabalho policial na região. O caso envolveu adolescentes de 13 e 14 anos, sendo que dois deles são filhos de diplomatas estrangeiros. A abordagem foi considerada racial e criminosa pela mãe de um dos jovens, gerando indignação e questionamentos sobre o tratamento dado pela polícia.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

A Polícia Militar informou que os policiais envolvidos estavam equipados com câmeras corporais, e as imagens serão analisadas para esclarecer os detalhes do ocorrido. A repercussão do caso levantou debates sobre racismo e abuso de autoridade, colocando em foco a necessidade de medidas para evitar situações semelhantes no futuro. A sociedade civil e autoridades continuam acompanhando de perto o desdobramento do caso.

Publicada por Felipe Cerqueira

*Reportagem produzida com auxílio de IA





Fonte: Jovem Pan

Brasil