Polícia Militar errou no procedimento no caso Porsche, diz Secretaria de Segurança Pública

Polícia Militar errou no procedimento no caso Porsche, diz Secretaria de Segurança Pública


Segundo a SSP, agentes deveriam ter pedido ao motorista do carro de luxo um teste do bafômetro antes de liberarem a saída dele do local

Reprodução/Jovem Pan NewsCâmera de segurança registrou batida de Porsche em Sandero
O acidente aconteceu no dia 31 de março na avenida Salim Farah Maluf

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, nesta terça-feira (23), a investigação sobre o caso do empresário que colidiu um Porsche com um Sandero no mês passado teve erro da Polícia Militar, visto que “houve falta de procedimento dos policiais que atenderam a ocorrência”, devido a não terem pedido a Fernando Sastre de Andrade Filho, motorista do Porsche, que realizasse o teste do bafômetro. “Foi aberto um procedimento para a responsabilização dos policiais”, diz a pasta. A Polícia Civil recebeu os laudos da perícia e as imagens das câmeras, bem como ainda nesta semana, a polícia entrou com pedido na Justiça para que PM entregasse o material. Ainda nesta terça-feira (23), o Ministério Público de São Paulo divulgou que o laudo da perícia mostrou que o Porsche estava a 156 km/h no momento do acidente em uma via que era permitido a velocidade máxima de 50 km/h. O acidente aconteceu no dia 31 de março na avenida Salim Farah Maluf, na zona leste de São Paulo. Na próxima quinta-feira (25), uma reconstituição 3D será realizada para ajudar nas investigações, que está na fase final. O caso está sob segredo de Justiça.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

 





Fonte: Jovem Pan

Brasil